10 filmes (bizarros!) sobre tubarões que você deveria assistir.

Quem é fã de filmes de tubarão, acompanha e sabe o fenômeno que se seguiu desde meados dos anos 70, com Tubarão, de Steven Spielberg, e desde então essa temática vem sendo amplamente explorada; até que já não sabiam direito como inovar, e as bizarrices começaram a surgir.

Dentre essas bizarrices, uma franquia que tem feito muito sucesso, é Sharknado, uma produção doidona do canal SyFy, que leva bem a sério aquela máxima que diz que “filme ruim é bom demais”. Para quem não conhece, o filme é baseado numa situação inusitada, onde um furacão estranho, leva milhares de tubarões para o meio das cidades, os ventos viram tornados no deserto, e as mortíferas criaturas se espalham pela água, terra e mar.

Então aproveitando o aquecimento para a estreia ”tão aguardada”, selecionei os filmes de tubarão com os argumentos mais absurdos já vistos, bora conferir?

GHOST SHARK

Começamos por um dos mais sem noção: Ghost Shark. Sim, um tubarão fantasma, já que não basta ter medo ou ser atacado por um tubarão de verdade, eles me vem com essa ideia magnífica e sobrenatural, afinal, como combater um tubarão fantasma? Bom, é isso que vamos descobrir ao assistir esse filme!

E sobre o que ele fala? Quando o pai de uma jovem desaparece misteriosamente no Golfo do México, ela fica obcecada em encontrar a verdade por trás de seu desaparecimento, até descobrir que o culpado não é humano, mas é o fantasma de um Grande Tubarão Branco vingativo. Agora ela precisa convencer as autoridades locais a confiar em sua palavra e identificar as origens do predador espectral, se ela quiser salvar seus amigos e familiares desta máquina de matar fora de controle.

É ou não é bizarríssimo? Mas enfim, a lista só começou, mas já da pra ter aquela ideia de que a imaginação não tem mesmo limites!

ROBOSHARK

Agora nos deparamos com o Robôshark (ou Tubarão Robô), se você não acha que um tubarão fantasma seria besta o suficiente, eles trouxeram algo um pouco mais inovador e tecnológico, um tubarão robô, só que o argumento para a história, consegue ser mais bizarro do que o próprio filme, se liguem na sinopse: após morder um OVNI no Oceano Pacífico, um tubarão branco começa uma mutação e se transforma em um híbrido de tubarão e robô que começa a ameaçar a humanidade.

É pra acabar mesmo com a esperança de coerência ou qualquer menção de realidade nesses filmes hahaha.

ZOMBIE SHARK

Se vocês acharam que estava pouco, eles me vieram com uma ideia brilhante de transformar os pobres tubarões em: ZUMBIS, e é o que podemos acompanhar em Zombie Shark, porque a batalha pela sobrevivência estava fácil demais, então não vai bastar apenas atirar neles, afinal, eles já estão mortos!

E sobre o que ele fala? Em um refúgio, à princípio, perfeito, quatro amigos precisam lutar pelo sobrevivência quando são atacados por um tubarão experimental que é um zumbi. Para melhorar, quem é mordido também se transforma em zumbi e a bagunça esta feita em meio a diálogos toscos e situações bizarras, onde os personagens percebem que o “chefe dos tubarões”, possui uma inteligência acima da média para um animal, o que dificultam ainda mais, as chances de sobrevivência.

SANDSHARK

Saindo do sobrenatural e tecnológico, mas continuando no “biologicamente impossível”, temos outra obra prima: Sandshark. Sim, meus queridos, tubarão na areia, porque no mar a concorrência estava demais, não é mesmo?!

E sobre o que ele fala? O filme conta a história de tubarões pré-históricos que viviam sob a areia da ilha White Sands, devido a um terremoto que abriu uma rachadura que se transformou em uma cratera no oceano, surgem os tubarões famintos e dispostos a perseguir suas presas por onde for preciso. Eis que chega o grande evento Sandman Festival, mas para os foliões não será apenas alegria, pois um terrível tubarão começa a atacar os banhistas INCLUSIVE na areia. Ou seja, não há mesmo para onde correr!

AVALANCHE SHARK

Tentando fugir do perigo da areia, podemos subir as montanhas e procurar abrigo em alguma cabana na neve, alí então estaremos salvos e… mas é claro que não! Porque desgraça pouca é bobagem, e os tubarões também podem se rastejar pela neve, já que a primeira aula foi na areia, né não?!

E sobre o que ele fala? Depois de uma avalanche terrível, a equipe Twin Pines Ski Resort começa a receber denúncias de pessoas desaparecidas e criaturas que se movem sob a neve. A contagem de corpos começa a aumentar, a gestão tenta encobrir a situação, o que leva a um desastre em seu dia mais movimentado do ano: Bikini Day Snow.  Quando um piloto inconsciente provoca uma avalanche, desperta um enorme e ameaçador tubarão pré-histórico da neve. Com o sabor recém-descoberto por carne humana, o tubarão da neve começa a se alimentar sem piedade.

FÉRIAS SANGRENTAS DE VERÃO

Já que não estamos seguros nem na neve e nem na areia, vamos para o interior, fazer uma viagem relaxante com a família à beira de um lago, curtir aquelas tradicionais férias na cabana, lá estaremos seguros, e é o que parece no início do tosco e divertido Férias Sangrentas de Verão (outra produção trash do Syfy), até que os tubarões aparecem, e o lago e as férias, deixam de ser seguros. Ai que triste…

E sobre o que ele fala? Uma família decide passar as férias de verão em uma cidade chamada Ozarks. O que eles não sabiam é que a cidade interrompeu os festivais de verão para combater tubarões-touro que tornaram uma enseada profunda na cidade, o seu novo lar.

JURASSIC SHARK

Esse aqui trouxe o nosso tubarão de volta para a água salgada, mas faz uma “menção” ao famoso, Jurassic Park, só que sem o glamour e a grande produção, aqui vai ser tudo bem tosco, com direito a personagens nada convincentes, diálogos duvidosos e efeitos especiais mal feitos, como todo bom e velho trash!

E sobre o que ele fala? Quando uma Companhia de Petróleo inadvertidamente liberta um tubarão pré-histórico de sua prisão de gelo, o jurássico matador encontra um grupo de ladrões de objetos de arte e um grupo de lindas universitárias num pedaço abandonado de terra. Os dois grupos opostos são forçados a fazer o que puderem para sobreviver ou tornarem-se comida de um não-tão-extinto tubarão.

SHARK EXORCIST

Depois de desenterrarem um tubarão Jurássico, eles resolveram mexer com o Tinhoso, sim, porque em se tratando de limites? Bom, é óbvio que esse povo dá muita risada na cara dos limites, e resolveram criar o Shark Exorcist (exorcista de tubarões)! Pasmem, o padre vai lá exorcizar o tubarão que está virado no capeta e dentro do corpo da mulher; vocês estão entendendo o tamanho da loucura, né? Enfim, tudo muito crível e rotineiro, só que ao contrário!

E sobre o que ele fala? Uma freira (satanista) possuída desencadeia o terror em uma pequena vila de pescadores, quando ela convoca Satanás a habitar o corpo de um grande tubarão branco – que então possui o corpo de uma jovem mulher, iniciando uma série de mortes. Agora, um Padre terá o trabalho de salvar a terra do demônio. Só rindo mesmo.

SHARK MAN

Como não estamos de brincadeira, já que um tubarão demoníaco possuiu uma freira, vamos resgatar aquela ideia do biologicamente impossível de alguns filmes acima, só que agora elevamos o patamar da bizarrice e entramos no campo das mutações genéticas, porque afinal a ideia é sempre evoluir, não é mesmo? E é isso que Sharkman nos traz, uma experimento louco, com direito a cientistas ingênuos, encurralados por um insano e sem escrúpulos; dá pra perceber que nesse filme estamos cercados com muita falta de limites por todos os lados, enfim, bem vindos ao que não restou da nossa sanidade.

E sobre o que ele fala? Quando cientistas chegam a uma distante ilha do Oceano Pacífico para conhecer as pesquisas do Dr. King, não imaginam os perigos a que serão expostos. Os estudos do Dr. King envolvem células tronco que podem possibilitar a cura de diversas doenças. Amélia, uma das cientistas recrutadas para acompanhar as pesquisas, era namorada do filho do Dr. King que morreu há pouco tempo de câncer. Logo eles descobrem a obsessão de King pelos tubarões e pela possibilidade de cruzamento com a espécie humana. Esta descoberta faz com que eles se tornem prisioneiros e alvo do cientista. Na tentativa de fugir da ilha e buscar ajuda, eles se deparam com uma terrível descoberta que poderá selar o destino de todos.

SKY SHARKS

E para finalizar com chave de ouro essa nossa lista dos mais inacreditáveis argumentos para histórias de tubarões, tivemos uma salada de ideias absurdas, que alguém resolveu juntar e deu no bizarrismo Sky Sharks, sim, tubarões no céu, eles são mutantes, e óbvio… eles podem voar, mas não é só isso, temos zumbis nazistas geneticamente modificados que comandam esses tubarões e também tem magia negra no meio, mas e para combatê-los? Nada melhor do que outros zumbis “do bem”, para proteger e salvar o mundo desses loucos, enfim, a salada tá pronta, basta saborear!

E sobre o que ele fala? Nas profundezas da Antártida, uma equipe de geologistas descobre um antigo laboratório nazista que, surpreendentemente, permanece intacto. Nesse local, os alemães realizaram experimentos bizarros para conquistar o mundo, tendo criado tubarões mutantes com a capacidade de voar. Para montá-los, um grupo de nazistas também foram modificados geneticamente – ganhando uma aparência intimidadora. Pois esta terrível ameaça está de volta, e, para combatê-la, uma força-tarefa muito especial também será posta em ação: a “Dead Flesh Four”, equipe de soldados norte-americanos do Vietnã reanimados para defender o mundo da nova investida nazista. Nessa batalha, qual exército zumbi sairá vencedor?

Enfim, não faltou nada mais louco nessa lista, que tal juntar os amigos e fazer um esquenta enquanto não estreia Sharknado 5? Bora curtir, se impressionar com os efeitos especiais bem podrões, as histórias sem pé e nem cabeça, com diálogos pra lá de sem sentido, afinal, é trash, e filme ruim é bom pra caramba!

Liliane Stoianov

Trintona, psicolouca, pedagoga, ama viajar, tocar piano, compartilhar minha paixão que é o cinema, os devaneios e o que mais vier à cabeça durante as tramas e películas que assisto.