10 motivos para assistir La Casa de Papel

Direto da Espanha com seu sangue nos olhos e um sangue um tanto caliente, La Casa de Papel se tornou queridinha do público brasileiro. Essa série original Netflix lançada em 25 de Dezembro de 2017 (que presente de Natal, hein!), narra à saga de oito ladrões e um plano genial: Assaltar a Casa da Moeda da Espanha.

Quer entrar pra essa quadrilha? Vou te dar 10 motivos pra isso 😀

 

#1 – Boca a Boca

Chegou quietinha, sem alarde e balbúrdia. Com uma divulgação modesta e diferentes das outras séries que estamos acostumados, onde ate sonhamos com a divulgação de tanto que grita aos nossos olhos, La Casa de Papel foi ganhando espaço, os que assistiram comentavam e assim foi tendo a divulgação gratuita pela qualidade e sua popularidade formada pela competência apresentada nesses 13 episódios.

 

#2 – Plano Infalível do Cebolinha

Que plano é esse “Professor”? A genialidade desse personagem chamado por todos de Professor, apresenta de maneira simplesmente brilhante como assaltar a Casa da Moeda (Facinho vai? Como que não tive essa idéia antes!). Tudo é tão bem esquematizado que você ate torce para ser chamado para o time.

“Tempo é Dinheiro”, uma expressão que faz todo o sentido em La Casa de Papel.

 

#3 – Eu Falo, Tu Falas, Eles Falam

Contato em primeira pessoa pela personagem Tokio (interpretada pela linda atriz Úrsula Corberá), a série nos traz uma proximidade do que está acontecendo e te joga pra dentro da trama junto com todos eles. Contando com diálogos expositivos, detalhistas e com muitos, muitos e muitos desabafos do que está se passando dentro da Casa da Moeda.

 

#4 – Personagens

Um roteiro bem escrito. Um plano bilionário nas mãos. Isso tudo não poderia ser executado por qualquer um. Em La Casa de Papel as personagens são tridimensionais (físico, social e psicológico), muito bem desenhados, desenvolvidos e aprofundados. Incríveis para desenrolar e te fisgar nessa trama. Palmas especiais para TODOS os atores que trouxeram vida para eles.

 

#5 – Bandido ou Mocinho?

A série conta com o recurso de flashbacks, fica transitando entre o passado e o presente de todas personagens. Vai se conhecendo sobre a personalidade de cada assaltante, reféns e personagens que ficam a margem. Entendemos a motivação de cada um deles e a empatia com cada um só te prende ainda mais.

Quando menos se percebe você esta sofrendo de Síndrome de Estocolmo, não sabendo se prefere o bandido ou o mocinho. Na verdade nem sei mais quem é quem.

 

#6 – Sem Fôlego

As maratonas ocorrem porque não deixam você parar para respirar e nem pensar, você só quer mais e mais e mais e acabou. Essa série faz isso com você, pelas cenas de ação, pelos diálogos e pelos desfechos de cada final de episódio. Você fica simplesmente sem fôlego tamanha carga que te dão (Isso é muito bom, manda mais que ta pouco!).

Um detalhe bastante interessante foi à coloração avermelhada nas cenas, isso da um climinha a mais para a série (Você vai entender quando assistir!)

 

#7 – Que tiro foi esse?

Não é só de tiros que vivem em La Casa de Papel, têm romance que você torce, os que te dão raiva, os que te dão ainda mais raiva. Descobre que romance tem seu momento certo e por ai vai. É amorzinho!

 

#8 – Acadêmicos de Produção, Nota DEZ!

Sabe aquela produção que fez a lição de casa? Essa produção fez. Podemos falar dos figurinos, dos acessórios, dos objetos de cena, da arte bem feita, dos planos de fotografia muito bem pensados e você nota todo esse trabalho logo no primeiro episódio.

O famoso Cliffhanger ou “ganchos” (recurso de roteiro) foi muito bem usado aqui, é ele que faz você perder o fôlego e dar o play loucamente para o próximo episodio que esta chegando.  A edição também está de parabéns, cenas bem dinâmicas, rápidas. Nada cansativas.

 

#9 – Direto ao Ponto

Ao clicar no play pela primeira vez e após alguns minutos de introdução da série você já sabe onde vai chegar (Assaltar a Casa da Moeda, derrrrrrr!). Isso difere bastante das demais séries disponíveis no mercado.  Esse objetivo traçado faz com que você foque não no ONDE vai chegar, mas em COMO vai chegar.

 

#10 – Não acaba não! Não, não, nãooooo acaba!

Essa é a sensação quando a tela da Netflix não te joga para o próximo episódio! Você permanece sentado observando o nada e pensando “Caramba e agora?”  É uma série que te prende com personagens e roteiros muito bem delineados.

 

Você pode começar a assistir La Casa de Papel clicando aqui 😀

 

 

Fernanda Degolin

Atriz apaixonada pelos palcos e pelas lentes das câmeras. Sommelier de pipoca e degustadora de peças de teatro, filmes e séries.

>