10 motivos para assistir Ultimate Beastmaster

Produzido por Sylvester Stallone e distribuído no mundo inteiro pela Netflix, Ultimate Beastmaster é uma competição lotada de aventura que vai fazer você viciar rapidinho. Com um formato de reality show, o programa mostra 108 competidores de seis países diferentes, disputando prêmios a cada episódio e uma vaga na grande final onde os melhores se enfrentarão para ganhar 50 mil dólares. Ficou curioso? Vem aqui que eu te explico melhor como a coisa funciona 😉

#1 – Competição

Entre Brasil, Japão, Coreia, EUA, México e Alemanha, 108 competidores disputam o grande prêmio de 50 mil dólares e o título de Ultimate Beastmaster. A cada episódio, 12 atletas enfrentam a arena, com o intuito de ganhar 10 mil dólares e também garantir uma das 9 vagas na final. Só um deles é classificado em cada etapa e a treta é acirradíssima, sendo muito divertida de acompanhar.

#2 – Arena

A estrutura gigante montada como se fosse um dragão, é o palco para as diversas provas que a galera tem que enfrentar. Como se fosse um vídeo game da vida real, os participantes tem que saltar, se pendurar, escalar… imagine que Ultimate Beastmaster é uma espécie de Olimpíadas do Faustão, só que levada a sério 😉

#3 – Participantes

Antes de entrarem na arena, conhecemos um pouquinho de cada um deles e suas histórias de vida, ou seja, bate uma tristeza no coração ao vermos que muitos ali não foram capazes de completar as provas. Além da adrenalina, rola uma ligeira identificação com a galera e é bem difícil não criar uma torcida, mesmo que eles mudem a cada episódio.

#4 – Apreensão

Cara, sabe aquela sensação de nervosinho que dá no corpo todo? O famoso faniquito? Então, é uma constante em Ultimate Beastmaster, principalmente quando eles arriscam pontos a mais. Na final então nem se fala!!!!!!!!

#5 – Comentaristas

Assim como todo programa de esportes, claro que há comentaristas no meio. Para narrar a versão brasileira, o atleta Anderson Silva e o comediante (?) Rafinha Bastos foram os escolhidos e mandaram muito bem, é realmente outra coisa assistir com a narração deles, algumas tiradas são realmente muito boas e dão uma descontração bem legal na coisa toda.

MAS ATENÇÃO! Cada país tem a sua própria edição do reality e existem duas versões na Netflix, Ultimate Beastmaster e Ultimate Beastmaster Brasil, a primeira é com a narração de Terry Cews e Charissa Thompson, ou seja, caso queira com os narradores brasileiros, já sabe qual escolher 😉

#6 – Torcida

É muito difícil não torcer pelos seus favoritos. O gif abaixo traduz muito bem o que quero dizer.

#7 – Os Coreanos

Galera, se tem um pessoal que deu um show ao longo da competição, foi a galera da Coreia. Os atletas tinham um preparo físico invejável e os comentaristas foram responsáveis por momentos divertidíssimos. Eles não tinham medo e nem vergonha de torcer por seus conterrâneos e era uma delícia de ver.

#8 – Emoção

Depois que nos acostumamos com as regras e com as provas, é como se estivéssemos ali também. Em diversos momentos me vi com as pernas mexendo involuntariamente e com o coração disparando, Ultimate Beastmaster é um programa de entretenimento super envolvente.

#9 – Incentivo

Quando vi o corpo daquela galera e como eles faziam tudo parecer tão simples, decidi que preciso fazer alguma coisa a respeito. Vai que na 15ª temporada vocês me vêem ali no meio 😉

#10 – NETFLIX

Por ser uma produção original da nossa amigona de todas as horas, a primeira temporada com 10 episódios já está toda disponível e apenas aguardando o seu play… ou a sua maratona. NÃO PERCA! Ah, antes que eu me esqueça, uma segunda temporada já foi gravada em segredo, ou seja, é só uma questão de tempo para que ela entre na grande.

Victor Piacenti

Um cara fanático por Stephen King, que sente um prazer imenso ao ver uma cidade sendo destruída na tela do cinema. Além de ser sagitariano, não sabe andar de bicicleta, é viciado em coxinha e acredita (até demais!) em ETs.