“Depois Daquela Montanha” é um romance sincero e cativante.

Browse By

Em determinado momento do filme Depois Daquela Montanha me lembrei daquela famosa pergunta, o que aconteceria se uma força que não pode ser parada colidisse com um objeto que não pode ser movido. Esse dilema da física se relaciona com os dois protagonistas deste romance de sobrevivência, Alex (Kate Winslet) e Ben (Idris Elba).

Tudo começa quando o vôo dos dois é cancelado devido a uma nevasca que se aproxima, Alex, que estava a caminho de seu casamento, propõe para Ben, um neurocirurgião a caminho de uma operação, de alugarem um avião bimotor para não atrasar seus compromissos. Tudo dá errado quando o piloto do bimotor sofre um derrame e o avião cai entre montanhas congeladas, obrigando os dois personagens a ficarem juntos até a remota possibilidade de um resgate.

O filme segue um roteiro simples e bem montado apostando no carisma do casal sem nunca se tornar um clichê de gênero. Em diversos momentos, achei que a história seguiria o melodrama, mas fui surpreendido positivamente pela naturalidade com que o diretor Hany Abu-Assad conduz as cenas. As diferenças do casal não são caricatas e em certo momento você percebe como o casal se completa, sem ser óbvio nem piegas. Tudo é demonstrado com tanta verdade que aceitamos aquele casal como algo inevitável, quase uma força da natureza.

Kate Winslet, que já havia vivido um romance durante um naufrágio, consegue nos emocionar com seu novo romance em um acidente aéreo. Sua doçura é tão envolvente quanto a sua determinação em sair daquele lugar. Idris Elba, que parece ser incapaz de fazer um filme ruim, consegue demonstrar a força e solidão de seu personagem e quando percebe seus sentimentos por Alex, é impossível não torcer por eles.

Filmado principalmente em Vancouver, a fotografia do filme é hábil em apresentar um cenário absolutamente lindo, romântico mas perigoso ao mesmo tempo. Mesmo em constante busca de uma saída daquele lugar, o casal sempre se pega a admirar a beleza onde se encontram, e para aproveitar 1% de bateria de paz. Depois Daquela Montanha é um romance sincero e cativante que nos faz torcer pelos seus protagonistas e tensos pela sua sobrevivência. Recomendo!

Marcel Melfi
Colaborador | Também do autor.

Designer pra ganhar dinheiro e artista pra ser feliz. Apaixonado por filmes, quadrinhos e filmes de quadrinhos. Autor da Trilogia Odisseia Naftalina.

>