Browse By

Extraordinário (RJ Palacio)

Extraordinário capa

‘Você não consegue se esconder quando nasceu para se destacar’

Há histórias que não precisam de muito para nos conquistar. Seja por seus personagens, seja pela escrita, não importa, quando algo vai te marcar de alguma forma, não há explicação, apenas sentimentos. Com Extraordinário foi exatamente isso que me aconteceu, logo no início já estava apaixonado por tudo o que estava lendo, a cada virada de página parecia que meu coração e minha mente estavam sendo inundados por coisas boas e apesar de uma premissa aparentemente triste, no final ficou apenas a sensação de que com um pouquinho de boa vontade e gentileza, nós podemos mudar tudo o que vemos ao nosso redor.

Com uma trama que vai muito além do que aparenta, nós acompanhamos August Pullman, um garotinho de 10 anos, inteligente e viciado em Star Wars, que nasceu com uma deformação genética em seu rosto. Apesar de ter uma boa relação com sua família e alguns amigos, August já passou por diversas cirurgias para melhorar sua qualidade de vida e foi educado em casa, por sua mãe Isabel. Ciente de como o mundo se porta na sua presença, ele se vê diante de mais um desafio, entrar pela primeira vez em uma escola e mostrar para todos ao seu redor que não só ele, mas todos nós, vamos muito além de nossa aparência.

Com muitas referências a filmes e livros, nós embarcamos na vida do personagem, conhecemos muito bem quem ele é e como se enxerga. Apesar da pouca idade, a maturidade com que August lida com seus problemas é admirável e encantadora; a escrita leve da autora nos transporta de uma maneira muito gostosa para a vida do menininho e nos faz enxergar novos lados das situações que ele tem que passar para se adaptar a uma nova realidade. Alternando entre os pontos de vista do garoto e seus amigos a cada capítulo, há uma imersão emotiva muito grande na história, e quando chega ao final fica bem difícil ser indiferente a todas as lições na qual fomos apresentados. Mas tudo isso sem parecer forçado, sabe? A naturalidade como o assunto é abordado é o seu maior mérito e se afeiçoar e compreender cada um dos personagens é inevitável; eles tem vida, eles são humanos e é muito legal acompanhar suas atitudes e mudanças.

Mesmo querendo contar tudo sobre essa história incrível, acho melhor deixar a experiência para o leitor, afinal, emoções são coisas extremamente pessoais, assim como a maneira no qual imergimos nelas. August, junto de sua família e amigos são mais do que personagens, eles servem como lição para muitos preconceitos que possamos ter tido ao longo da vida, nos ajudando a enxergar que nem sempre o feio é tão feio assim, há muitos lados escondidos por trás de diversas ações, basta um pouquinho de mente aberta para enxergarmos. Uma amiga me disse que este é um livro que deveria ser obrigatório nas escolas, eu já vou mais além, ele é obrigatório para todo mundo. Extraordinário não é só o seu título, mas também sua melhor definição 😉

5 estrelas

Victor Piacenti
Editor Chefe | | Também do autor.

Um cara fanático por Stephen King, que sente um prazer imenso ao ver uma cidade sendo destruída na tela do cinema. Além de ser sagitariano, não sabe andar de bicicleta, é viciado em coxinha e acredita (até demais!) em ETs.

>