Tudo que você precisa saber sobre ”Death Note”.

Browse By

Resultado de imagem para death note wallpaper

PRÓLOGO

Mergulhando no mundo fosco e escuro dos Shinigamis se inicia o primeiro episódio do anime e primeiro capitulo do mangá, que plantou ideias controversas sobre o significado de justiça e os diferentes pontos de vista que podem contar uma jornada realista e moralmente ambígua. Com o foco em objetos de narrativa sobrenaturais e um propósito aberto à interpretação de cada um que concorda em seguir esta trilha repleta de obsessão, megalomania, e elementos fantásticos, “Death Note” funciona à base de maçãs, tinta preta e folhas em branco, prontas para serem preenchidas.

Após a queda de um caderno, do mundo dos Shinigamis até o mundo dos humanos, se inicia a história que assistimos.

AS JUSTIÇAS

Light Yagami, estudante e primeiro da classe, é um dos lados da moeda que precisamos decifrar. Protagonista da história, o jovem encontra um misterioso caderno em que, na capa, está escrito Death Note, com instruções no interior que dizem que: “o humano cujo nome for escrito nesse caderno morrerá”. Simples e direto ao ponto. E mesmo relutante a acreditar nessa possibilidade, o garoto dá uma chance ao destino e, ao ver com seus olhos o efeito causado em seu alvo, 40 segundos após o nome ser escrito, sua ideia se concretiza e seus planos aumentam para que limpe o mal do mundo e se transforme no Deus desse novo mundo que vai criar.

Resultado de imagem para death note

L, o melhor detetive do mundo, encarregado de investigar e descobrir quem está por trás de todos os assassinatos em massa. O coadjuvante da história que é a cara ou a coroa para seu Light Yagami, a asa para seu avião, a brasa para a fogueira, o Batman do Coringa? E também a pessoa que divide o espaço especial de cada espectador com Kira – nome dado ao assassino. Capaz de por em cheque a identidade de quem usa o Death Note, L é a pessoa quem sabe tudo, com muita personalidade e, como todo bom Sherlock Holmes, alguns gostos peculiares.

Resultado de imagem para death note misa

Misa Amane, a parte integrante feminina deste triângulo no centro de todo o conflito é a personificação de uma pessoa hiperativa que sabe ser fofa e carinhosa, mas quando precisar, não vai brincar mais do que o necessário. Ainda que se apaixonando por Light, a garota – modelo e cantora conhecida – possui muito mais força e influência que o mesmo, seja com Shinigamis ou humanos. Uma pessoa fácil de se manipular, mas que não deveria ser usada em primeiro lugar.

RYUK – MAÇÃS E OLHOS

 O Shinigami que deve se agradecer por essa história. Após deixar seu Death Note cair no Mundo dos Humanos, Ryuk se encontra “conectado” a Light Yagami, que acha e usa o caderno para seu propósito maior.

Podendo ser visto e ouvido somente por aqueles que tocam no caderno, Ryuk não é o único Deus da Morte a participar da narrativa, mas é sem duvida o que mais encontra espaço e personalidade durante os episódios ou capítulos. Dublado por Jorge Vasconcelos e desenhado com um estilo humanoide, o personagem é um daqueles que de tão fora da realidade e estranho, consegue agradar aos olhos.

Sem sair do lado de Yagami enquanto acompanha como espectador, sem interferir, a jornada de loucura de seu humano, Ryuk aprecia o quão interessante são os humanos que conhece, esperando o momento em que poderá ter seu caderno de volta.

Imagem relacionada

AS REGRAS DA MORTE

Um Death Note, mesmo que de origem sobrenatural e fantástica, possui suas regras e limites, dos mais simples e necessários, aos mais complexos. E mesmo possuindo muitas regras, são elas que constroem uma narrativa inteligente com base em deduções e tentativas.

Imagem relacionada

Com a primeira e mais simples sendo que quem tiver seu nome escrito em um Death Note morrerá, isso só ocorrerá se quem escrever o nome tem o rosto da pessoa em mente, assim, o poder do caderno não afetará outro humano com o mesmo nome.

Se a causa da morte não for especificada, a pessoa morrerá de ataque cardíaco em 40 segundos, caso contrario a vítima morrerá conforme prescrito, se sua condição for fisicamente possível. Uma pessoa no Japão não pode morrer em dois minutos em frente à Torre Eiffel.

Somente quem tocar o Death Note pode ver e ouvir o Shinigami a qual pertence e um truque que deixa tudo mais fácil: o novo dono do Death Note pode fazer uma troca com o Deus da Morte para que veja o nome e tempo de vida de qualquer pessoa, sendo esse algo natural aos Shinigamis. Para conseguir isso, lhe custará não mais não menos que metade do seu tempo de vida atual. E ainda: o humano que utilizar o Death Note não poderá ir para o Céu ou para o Inferno. Com muitas outras especificações que são reveladas durante a trajetória, já da para imaginar os conflitos que podem ser gerados com esse poder.

Curiosamente, sob tantas regras e jogos da mente, em Death Note é possível que um nome seja apagado do caderno com uma borracha especial e a pessoa cujo nome foi escrito é revivida, mas somente no mangá, onde  apareceu apenas uma vez, sendo deixada de lado na adaptação para o anime já que poderia causar problemas com a trama. E um personagem mais obscuro e secreto que os da história é o próprio escritor do mangá que não se sabe muito sobre, ou se seu nome, Tsugumi Ohbam é apenas um pseudônimo.

Imagem relacionada

 

Vinícius Soares
Colaborador | Também do autor.

Cinéfilo desde que descobriu o que significava cinema e o valor da Sétima Arte, viciado em séries em um nível saudável, desenha ocasionalmente e escreve mais do que come. Sonha em ser roteirista e jornalista e com certeza deseja ser um pouco mais alto

>