Browse By

Vamos falar sobre Clube do Terror?

‘Submeto à aprovação do Clube do Terror, a história que eu chamo de…’

Se tinha uma frase que fazia meu sangue gelar quando criança, com certeza era essa. O Clube do Terror foi a série infanto-juvenil que mais marcou a minha infância e não tenho dúvidas de que foi ela que me fez ser um adorador do gênero. Ficava vidrado e apavorado assistindo aos episódios e isso me fascinava de uma maneira inexplicável. Por mais que fosse um produto voltado para um público jovem, as histórias contadas por aquela galerinha conseguiam meter muito medo e essa sensação de curiosidade que ela proporcionava, era uma coisa que me instigava bastante e acredito que muita gente ao redor do mundo também. Afinal, não há nada mais rebelde para uma criança do que ficar acordado até tarde assistindo filmes de medo, não é mesmo?

serve

Clube do Terror passava no canal Nickelodeon lá pela metade dos anos 90. Inspirado na série Além da Imaginação, a história girava em torno de um grupo de amigos que se reuniam em volta de uma fogueira com o intuito de contar histórias de terror, simples assim. Os contos eram às vezes bizarros, outras vezes tristes, mas sempre te deixando com a sensação de que algo está dormindo de baixo da cama… isso era MUITO legal e vamos combinar, vários deles deram mais cagaço que muitos filmes por aí. Nunca esqueço da história que o menino era transportado para dentro do computador e na mão do guri nascia uma espécie de plug onde um vírus, interpretado por um ator anão, iria encaixar e se libertar. Gente, socorro né? Seguindo essa linha divertida, louca e tenebrosa, essa com certeza foi uma série que marcou demais uma geração e é lembrada com muito saudosismo; principalmente a abertura que olha.. só ela já era suficiente pra travar tudo!

Talvez a grande razão das histórias contadas serem tão impressionantes, desse pelo fato que a maioria delas se passava em lugares comuns. Era monstro na piscina, feiticeiro dono da vendinha da esquina, vampiro na casa ao lado, criaturas que saiam de dentro de livros, ou seja… não tinha como não mexer com a sanidade da criançada. Esse era o grande acerto da coisa toda, o terror era uma coisa palpável e mesmo com toda a ficção envolvida, a sensação de que tudo aquilo podia acontecer era inevitável, principalmente para uma época onde a imaginação era a melhor forma de marketing.

Produzida entre 1990 e 2000, a série teve ao todo 91 episódios, cada um em torno de meia hora de duração. Clube do Terror foi exibido no Brasil também na TV aberta, mais precisamente na Rede Record no período da tarde, um horário super propício, não é mesmo? Outra coisa legal, é ver que vários atores conhecidos hoje em dia tiveram início de carreira atuando em algumas das histórias contadas, alguns deles foram: Elisha Cutberth (A Casa de Cera), Ryan Gosling (O Diário de uma Paixão), Neve Campbel (Pânico), Emily Van Camp (Revenge), Hayden Christensen (Star Wars), Jay Baruchel (O Aprendiz de Feiticeiro), Daniel DeSanto (Meninas Malvadas) e Melissa Joan Hart, também conhecida por Sabrina, A Aprendiz de Feiticeira. Basicamente uma espécie de Malhação gringa, não é mesmo?

Desktop1

Clube do Terror foi uma série muito legal e que marcou uma época. Ao lado de Goosebumps, ela se consagra como uma das pérolas produzidas nos anos 90 e que merece ser relembrada não só pela nostalgia e diversão, mas sim por sua qualidade e ousadia, afinal, naquele tempo as crianças eram muito mais inocentes e até mesmo impressionáveis, não havia o acesso a informação que há hoje em dia e como numa espécie de A Origem, a sementinha plantada pelos produtores nas mentes ingênuas permanecia por muito tempo. O que antes era medo, hoje em dia vem em forma de alegria e acima de tudo: saudade :’)

zeebo-the-clown-are-you-afraid-of-the-dark

Mas calma aí, ainda não acabou.

Que tal relembrarmos algumas das histórias contadas?

 

O Conto das Almas Perdidas

Nessa história, uma menina vai com sua família para uma espécie de colônia de férias. Chegando lá são recebidos por um garoto meio esquisitão e não demora muito para que eles descubram que há muitos motivos para temer a estadia, afinal, o lugar é lotado de espelhos e esses objetos sugam a alma de quem os toca, deixando com uma aparência velha e sinistra. BENZA DEUS!

O Conto da Sessão da Meia Noite

Esse era muito legal e falava sobre um cinema antigo que estava para ser fechado. Um menino e uma menina estão dispostos a salvar o lugar e aceitam exibir um filme de um rapaz que diz querer ajudar. Só que ai começa o terror, pois o monstro do filme em questão SAI DA TELA para perseguir e aterrorizar a noite dos dois jovens… e das crianças no aconchego de seus cobertores 🙂

O Conto do Fabricante de Bonecas

Essa daqui é uma história super básica sobre uma menina que descobre que sua amiga foi transformada em uma BONECA e ESTÁ PRESA DENTRO DE UMA CASINHA DE BRINQUEDO. Precisa falar mais alguma coisa?

O Conto da Gargalhada na Escuridão

Essa aqui envolve palhaços e é um nível bem hardcore. Na história, um menino mala resolve dar uma de gostoso e mexer com o espírito de um palhaço, que óbvio, morreu tragicamente e está em busca de vingança. Claro que a merda vai pro ventilador e bem… estou me perguntando COMO ELES PERMITIRAM QUE ISSO FOSSE AO AR?

O Conto do Fantasma na Piscina

Esse pra mim foi o mais assustador de todos e lembro perfeitamente do pavor que senti. Dois adolescentes vão treinar, prestem bem atenção, NA PISCINA ABANDONADA DA ESCOLA, até aí tudo bem, só que ela foi construída em cima de um cemitério e há uma criatura tenebrosa e puta da vida que vive ali. Obviamente eles descobrem isso da pior maneira possível e terão que lutar pelas suas vidas 🙂

O Conto do Vírus Renegado

Essa aqui é a história que citei lá em cima, sobre o plug na mão do menino e bem… vejam com os próprios olhos, rs

 


 

Victor Piacenti
Editor Chefe | | Também do autor.

Um cara fanático por Stephen King, que sente um prazer imenso ao ver uma cidade sendo destruída na tela do cinema. Além de ser sagitariano, não sabe andar de bicicleta, é viciado em coxinha e acredita (até demais!) em ETs.

>