Você lembra desses programas de TV?


Fantasia, Beija Sapo, Em Nome do Amor, Tentação, No Limite, Show do Milhão, são programas bem legais e super lembrados pela galera, assim como eles vários outros passaram pela TV brasileira nos últimos anos e marcaram a cabeça do povo. Sejam os reality shows, gincanas, competições de namoro, tivemos conteúdo de todos os estilos e uns fizeram muito sucesso, outros nem tanto, mas ainda assim ficaram guardados na memória de bastante gente por algum motivo. Os anos 90 e 00 foram anos muito bons nesse quesito e diversas pérolas surgiram dele, que tal lembrarmos de algumas coisas que passaram pela nossa telinha ao longo desses anos? VEM GENTE! 🙂

Ponto a Ponto

Esse é para a galera que já chora escondido pensando na fatura do cartão. O programa de gincanas apresentado por Marcio Garcia, Daniele Winits e Ana Furtado, passava todos os domingos na Globo no ano de 1996. Toda semana quatro duplas eram submetidas a diversos tipos de prova, dessas que envolvem altura, bolas de fogo, mergulhar em piscina, mexer em bichos nojentos… quem vencia voltava na semana seguinte para tentar ganhar mais dinheiro.

Ahhh, o canal Viva está exibindo este programa novamente em sua grade 😉

O Jogo

Apresentado por Zeca Camargo, 12 participantes eram confinados em uma cidade fictícia com o intuito de resolver um ‘QUEM MATOU?’ no maior estilo Agatha Christie. Passando por provas e desafios que liberavam pistas e inocentavam suspeitos, no final de cada episódio duas pessoas eram escolhidas e obrigadas a escolher um caminho… quem cruzasse com o assassino era eliminado do programa. Foi ao ar em 2003 e apesar da ideia interessante, O JOGO foi um fiasco de audiência e quase nem é citado pela emissora. Confesso que morria de medo na hora da eliminação, viu?

Quarta Total

Apresentado pelo mala Gilberto Barros na Record, toda semana quatro ‘’casais’’ famosos disputavam na gincana. Era bem divertido e com provas memoráveis, tipo aquela de puxar a toalha de mesa sem deixar derrubar nada, apagar velas com um carrinho de bombeiro e claro, aquela prova onde os convidados sugavam um cartão com a boca e tinham que passar para o próximo.

Curtindo uma Viagem

Depois de Passa ou Repassa, esse talvez seja um dos programas de gincana mais legais da história da TV brasileira. Comandado por Celso Portiolli nas tardes de domingo do SBT, duas equipes de amigos, HOMENS VS MULHERES, disputavam uma viagem para qualquer destino escolhido pela produção, nacional ou internacional.

Tinha aquela prova de passar a linha na agulha com olhos vendados, a de liberar os balões do cadeado, aquela de mergulhar as bolinhas de ping pong com uma colher no tanque de água – QUE ME DAVA UMA AFLIÇÃO GIGANTESCA – e também a da máquina de pular corda. Sou a favor de lançar uma campanha pro tio Silvio voltar com esse programa que era divertidíssimo <3

#VoltaCurtindoUmaViagem

Sem Saída

Olha ele de novo, essa mistura de BBB e Show do Milhão era apresentada por Marcio Garcia, dessa vez na Record em 2004. Cinco participantes entraram na disputa com 2 mil reais e ficavam confinados em um espaço onde todas as noites respondiam um quiz comandado pelo apresentador. Aquele que arrecadasse menos era eliminado e automaticamente outro entrava em seu lugar, mantendo o game sempre com 5 participantes. Assim como o vencedor, que poderia escolher entre sair com o montante arrecadado ou continuar para mais um dia.

Era um programa bem divertido para assistir e passar o tempo, inclusive a Gretchen fez uma participação.

Hipertensão

Apesar da versão em 2010 apresentada por Glenda Kozlowski, Hipertensão foi ao ar pela primeira vez nas noites de domingo em 2002, sob o comando de Zeca Camargo. Nessa primeira edição, 6 participantes tinham que passar por provas extremas, que envolviam saltar de grandes alturas, comer bichos e coisas beeeem tensas. O ganhador levava para casa 50 mil reais e a cada programa mudavam os participantes.

Já a versão de 2010 teve um formato bem diferente, o prêmio era de 500 mil reais, os 14 participante eram confinados em uma casa e realizavam as provas loucas que davam os benefícios do jogo, sendo assim, os que tivessem pior desempenho corriam o risco de deixar o programa.

ps: sabe quando eu participaria desse reality? NUNCA!

Fica Comigo?

Talvez um dos mais clássicos da antiga MTV, Fica Comigo? foi o responsável por apresentar Fernanda Lima para o mundo. Toda semana, um rapaz ou uma moça, às cegas, eram disputados por três candidatos que se submetiam a provas com o intuito de conquistar seu coração. O diferencial deste programa era que no final de tudo, após conhecer o seu pretendente, o alvo podia dar um beijão na boca do escolhido ou apenas um singelo beijinho na bochecha, aumentando a nossa tensão e curiosidade para saber o que aconteceria quando a apresentadora dissesse: ‘Guri, qual é o nome desse programa?’

ps: eu torcia sempre para  o beijo ser na bochecha só para ver a cara da pessoa ao tomar um pé na bunda, rs

Roleta Russa

Apresentado por Milton Neves, esse quiz show era bem legal. Os candidatos ficavam de pé em uma plataforma, em cima de alçapão e iam respondendo as perguntas feitas pelo apresentador. No final de cada rodada, ou se alguém errasse, a tal roleta russa era acionada e algum dos participantes CAIA PARA DENTRO DO BURACO! Com certeza era o ponto alto da coisa toda e era divertidíssimo ver a galera apreensiva. Apesar de contar com participantes anônimos, era muito comum alguns serem especiais com celebridades, inclusive, Carla Perez participou e bem…. vocês podem conferir no vídeo.

 Território Livre

Exibido pela BAND e apresentado por Sabrina Parlatore no começo dos anos 2000, pode ser dito que este foi um dos primeiros reality shows a serem exibidos no Brasil. Ele tinha um esquema bem legal, onde 8 pessoas eram confinadas em uma casa e lá tinham que passar por provas que a manteriam no jogo, todos os dias o publico eliminava alguém e ai quando chegava ao fim, o ganhador recebia uma grana e mais 8 pessoas entravam na casa, começando tudo de novo.

Hugo Games

Esse era um programa que toda criança SONHAVA em participar. Hugo Games era nada menos que um vídeo game que você jogava pelos botões do telefone e se vencesse ganhava vários prêmios… se fosse sorteado para participar, claro. Algo que não era uma das missões mais fáceis. Haviam várias situações e uma era mais legal que a outra, tinha o jogo do skate, do trem, o de pular nas árvores e caso fulano passasse de fase, ganhava a chance de escolher uma corda para salvar a esposa e os filhinhos do Hugo que foram sequestrados. Vários bordões eram ditos pelo duendinho quando a criança ”morria” ou não conseguia salvar sua família, entre eles ”NÃO TEM CHORORÔ, O JOGO ACABÔ!”. Saudades desse clássico que era exibido no finalzinho da tarde na TV Gazeta 🙁


Lembra de mais algum? Conta aí para a gente nos comentários 😉

Victor Piacenti

Um cara fanático por Stephen King, que sente um prazer imenso ao ver uma cidade sendo destruída na tela do cinema. Além de ser sagitariano, não sabe andar de bicicleta, é viciado em coxinha e acredita (até demais!) em ETs.