”Z – A Cidade Perdida” é um filme interessante e surpreendente.

Browse By

Baseado em uma história real e adaptado de um livro de mesmo nome que relata seus acontecimentos, em Z – A Cidade Perdida acompanhamos o Coronel Percy Fawcett, um explorador que recebe a missão de mapear um rio aqui no Brasil. Porém, durante esta expedição, Percy nota indícios de que no meio da floresta amazônica pode ter existido uma cidade nunca antes vista, dando início a uma grande obsessão em encontrar o tal lugar e levantando um mistério tão grande quanto suas crenças.

Estrelado por Charlie Hunnam (Rei Arthur), este é um filme que infelizmente passará despercebido pela maioria das pessoas. Com uma história que se revela bem inesperada, Z – A Cidade Perdida foi uma surpresa muito grande, já que apesar de aparentar ser uma aventura a lá Indiana Jones, seu clima de aventura está não propriamente em suas cenas, mas sim na sua essência.

Ao longo dos 141 minutos vamos acompanhando a expedição e  também a vida do Cel. Fawcett, Charlie conseguiu colocar um carisma gigantesco no personagem e é inevitável embarcar junto com ele pela fotografia belíssima (e um pouco assustadora, confesso) da floresta amazônica, nos instigando demais a saber se a tal da cidade perdida realmente existe. Nós criamos um vínculo com o personagem e sua família, sendo inevitável não rolar uma afeição e torcer para que seu sonho torne realidade.

Robert Pattinson

Por não conhecer os fatos que a trama foi baseada, quando o filme acabou eu estava grudado na poltrona do cinema e sem reação alguma. Tudo isso graças a James Gray, que demonstra uma técnica muito grande em sua direção e desenvolve muito bem o roteiro, que entre idas e vidas conta uma história que é muito mais interessante do que aparenta. Todo esse clima de ‘’aventura diferentona’’ é realmente um charme que prende bastante o espectador, o silêncio da floresta dá uma sensação de perigo enorme e isso foi bem explorado pelo diretor, dando um sentimento constante de que a qualquer momento algo muito tenso poderia acontecer.

Como eu falei anteriormente, aqui não temos um banho de efeitos especiais e nem cenas de tirar o fôlego, mas nos deparamos com um show visual, atuações muito boas de todo o elenco, que também conta com a presença de Siena Miller (G.I. Joe), Robert Pattinson (Crepúsculo) e Tom Holland (Capitão América: Guerra Civíl), além de um ritmo satisfatório e acima de tudo, um final que certamente vai mexer contigo de alguma forma.

Tom Holland e Charlie Hunnam

Z – A Cidade Perdida é uma ótima opção e merece ser visto por todo mundo que gosta de histórias reais e claro, aventura. Instigante e surpreendente, este é um filme que talvez não tenha o devido reconhecimento nas bilheterias e isso seria uma verdadeira pena, já que sua história é contada com uma qualidade muito rara nos dias de hoje e no final de tudo ele consegue te deixar com uma sensação amarga pelo corpo, algo que resulta do eficiente empenho de sua produção para que a história tivesse uma grande proximidade com o espectador. Para mim, filmes que tem essa característica são necessários pois cumprem uma das missões que o cinema tem com as pessoas: envolver. Corre para o cinema, assista Z – A Cidade Perdida e depois (só depois!) procure mais sobre a expedição de Percy Fawcett, ok?  UM FILMAÇO ESTÁ TE ESPERANDO! 😉

Victor Piacenti
Editor Chefe | | Também do autor.

Um cara fanático por Stephen King, que sente um prazer imenso ao ver uma cidade sendo destruída na tela do cinema. Além de ser sagitariano, não sabe andar de bicicleta, é viciado em coxinha e acredita (até demais!) em ETs.

>